1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
  • Banner
  • Banner

PDFImprimirE-mail

Nível de estoques do varejo tem ligeira alta em agosto e já sinaliza retomada econômica, aponta FecomercioSP

 

Nível de estoques do varejo tem ligeira alta em agosto e já sinaliza retomada econômica, aponta FecomercioSP

Segundo pesquisa da Entidade, no mês, 53,5% dos empresários afirmaram estar com os estoques adequados, mantendo-se acima do patamar de 50% pelo quarto mês consecutivo

São José do Rio Preto, 22 de agosto de 2017 - A retomada da economia deve se intensificar no segundo semestre de 2017, como já previam os principais indicadores da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), que mostravam um deslocamento da economia em relação ao ambiente político nos meses de junho e julho. Em agosto, o Índice de Estoques (IE) do comércio varejista na região metropolitana de São Paulo registrou ligeira alta(1,2%), passando de 105,8 para 107,1 pontos. Em relação ao mesmo mês de 2016, quando o índice atingia 101,6 pontos, houve um aumento de 5,4%. Assim, a proporção de empresários com estoques adequados alcançou 53,5%, mantendo-se acima dos 50% pelo quarto mês consecutivo, mas ainda abaixo dos 60% a 65% vistos em momentos de boas vendas.

 

Leia Mais »


PDFImprimirE-mail

SINCOMERCIO e FecomercioSP reafirmam sua posição contrária a qualquer elevação de impostos

SINCOMERCIO e FecomercioSP reafirmam sua posição contrária a qualquer elevação de impostos

 

Para o Sincomercio novos impostos colocam em risco a viabilidade financeira de micros e pequenas empresas, justamente num momento em que a economia necessita da força desse setor para atenuar a taxa recorde de 13 milhões de desempregados

 

São Paulo, 17 de agosto de 2017 – Como entidade representativa de milhões de micros e pequenas empresas dos setores de serviço, comércio e turismo, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) mais uma vez reafirma ser frontalmente contra a intenção de aumento dos tributos em 2018 e, principalmente, a criação de novos impostos para vigorar em 2017, em especial tributando lucros e dividendos. Para o Sincomercio e a Federação, tais intenções devem impactar negativamente sobre as micros e pequenas e empresas, colocando em risco, em muitos casos, até mesmo a sua viabilidade financeira.

Leia Mais »



Página 2 de 15

  • Banner
  • Banner
  • Banner
  • Banner